sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Crise existencial ou frescura?

Entre as minhas amigas na mesma faixa etária que eu, estou entre as mais novas. Um ano ou dois de diferença, no máximo mas, estou!

Presenciei várias delas passando por uma crise quando chegaram aos 26 anos. Todas, sem exceção demonstraram isso, talvez mesmo sem perceber.

Uma resolveu casar, outra desejou ter um filho por que já tinha 26, outra fez uma escova definitiva por que segundo ela, cachinhos no cabelo não combinam com uma mulher "velha" de vinte-e-seis-anos!

Quando completei meu vigésimo sexto aniversário passei o dia inteiro esperando a tal crise me pegar mas, não aconteceu nada...No final do dia eu ainda me achava imatura e jovem o suficiente para não querer ter filhos, casar, mudar radicalmente meu cabelo ou viver unicamente em prol de uma causa nobre.

Decidi, ainda quando criança, que só depois dos trinta e cinco iria me preocupar com coisas sérias e resolver o que eu quero mesmo da vida.

Maaasss, pobre de mim! Estou sendo sabotada pela única pessoa que não poderia.

Eu mesma!

Uma parte de mim da qual não gosto, por que ela é fresca e muito, muito mulherzinha, o que sai caríssimo, diga-se de passagem!

Cansei das redes sociais, dos meus jeans surrados e camisetas que amava e, desde o inicio do ano virei a “doida” dos cosméticos e dos sapatos.
(nem sob tortura confesso a vocês o quanto já gastei com eles desde então).

Nunca gostei de saias, vestidos, cor-de-rosa, babados, florzinhas e, agora além do guarda-roupa colorido também estou prestes a ganhar de presente um jardim só pra mim, que eu mesma vou cultivar (de verdade mesmo! Depois eu posto as fotos das flores)

É o principio do fim! A crise me pegou aos 27!

É mais forte do que eu...Uma certeza “absoluta” de que preciso ser mais feminina, mais vaidosa, mais neurótica, mais dona de casa, mais adulta!

Ahhh! Como eu queria que fosse só frescura ao invés do futuro invadindo minha vida e trazendo com ele uma crise e várias rugas.

6 comentários:

Patricia disse...

Eeeeeeee... olha quem voltou?!?!!!
Eu estou saindo da crise dos 31...huahuauhuahua...
Terminei meu casamento, dps de 14 anos juntos...Me redescobri, aprendi umas coisinhas novas, me senti mas dona de mim, sofri, sofri, sofri... Depois de dois meses...nosso amor voltou com td, estou mais segura e madura... essa maré passou ... Tanto eu qnt ele sobrevivemos a crise dos 31...
Acho que podemos tirar proveito das crises...

TonMoura disse...

e 27 anos é velha, é? Deve ser por isso que os homens criam rugas mais tarde, a crise só aparece aqui lá pelos 40 de idade. Mesmo eu, que sempre fui fora do eixo.

Ti disse...

Pati, fico feliz que exista vida (sem crise) depois dos 30, hehe.
Isso me dá esperança no futuro, rs.
Boa sorte na sua nova fase. Bjos

Ti disse...

Hehe.Te desejo muitas crises meu amigo, pq enquanto elas aparecerem serão sinônimo de vida longa ao Ton. Bjo

Regiane disse...

Oi Ti
Adorei os seus textos!

Ahh...passei para convidá-la para participar do sorteio de um adesivo decorativo super descolado lá no Casa Com Decoração.

Desejo uma ótima semana!
beijos
Regiane

Regiane disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.