segunda-feira, 22 de novembro de 2010

FREE HUGS



Sempre achei o abraço um dos melhores carinhos, tanto para se ganhar quanto para oferecer. Com certeza não sou a única, pelo menos a  Kathleen Keating, autora do livro  "A terapia do abraço" há de concordar comigo. Na verdade, ela vai além, quando diz que o ato  de abraçar deixa qualquer um mais saudável, mais seguro e feliz.

Em 2004, um australiano desocupado e genial, iniciou uma campanha que em pouco tempo ganhou adeptos em diferentes locais do mundo. Era a Free Hugs Campaign (Campanha dos Abraços Grátis). Se você tiver o trabalho de procurar no youtube talvez descubra que o vídeo é um dos mais acessados do site. Algo em torno de 50 milhões de vezes; esse número de visitantes na página me fez cogitar que as pessoas estão carentes de gestos calorosos, algo que as façam sentir empatia uns pelos outros em meio a essa modernidade, onde o que impera é o medo e a desconfiança. 
  
Não pense que o abraço é apenas para pessoas solitárias. Também não duvide que o efeito dele pode até ajudar a "curar" uma pessoa emocionalmente machucada mas, o abraço por si só tem um valor único que aquece o coração até dos mais durões. Não entrarei no mérito de discutir coisas como "depende de quem seja o abraço". Afinal, cada um precisa saber em que braços está se enfiando!

Recentemente a Malwee lançou uma campanha que faz parte da sua fase " um abraço brasileiro". Colocaram uma batidinha contagiante da Paula Lima que me convida a sair fazendo o mesmo que os entusiastas desprendidos dessa causa, portanto se me encontrar por aí com uma plaquinha ou camiseta estampada de "abraços grátis", não se preocupe, estarei bem intencionada, pronta pra te abraçar.

3 comentários:

TonMoura disse...

adorei, escrevemos quase ao mesmo tempo! hehehehe
Eu amo abraçar, já fuji chamado até de promíscuo por causa disso! Azar de quem não gosta, e olha que tô sempre cheirosinho, né? hehehehehe
Vai pra ti meu melhor abraço, maninha!

Joadyllah disse...

Vasti, sempre comento teus posts mas nunca escrevo...aí não vale...rsrs
Sobre os abraços: quando saí do meu antigo trabalho uma colega minha disse que ia sentir falta de muita coisa em mim, mas principalmente dos dias que sem motivo eu dava um abraço nela. E sabe que isso era coisa que eu nem me tocava que fazia! Adoro abraçar ... alguém se submete?

Patricia disse...

Abraço é o poder dizer com os braços o tanto que queremos perto uma pessoa...
Adoroo...essa troca boa de energia!

Um abração virtual procê!!

bjssss